Pesquisa da UFV sobre efeitos do consumo da farinha de chia vence Prêmio Capes de Tese 2020

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Uma tese de duas pesquisadoras da Universidade Federal de Viçosa foi uma das vencedoras do 15º Prêmio Capes de Tese de 2020.

 

 

O trabalho de Bárbara Pereira, do Programa de Ciências da Nutrição, com orientação da professora Hércia Stampini, estudou efeitos do consumo da farinha de chia. 

 

 

A pesquisa se diferenciou por considerar a chia como fonte de cálcio, zinco e ferro, e a potencialidade desse alimento em condições fisiológicas alteradas, especificamente, na menopausa.

 

 

Além disso, o estudo observou o efeito da sua fração solúvel, como a fibra alimentar. De forma geral, os resultados demonstraram que o consumo de chia melhorou a saúde intestinal, as taxas de colesterol e triglicerídeos, o processo inflamatório e o estresse oxidativo.

 

Compartilhar:

Leia Também