Pesquisadora brasileira alcança recorde de velocidade de internet em fibra óptica

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Uma pesquisadora brasileira chegou a uma conexão de internet tão veloz que baixaria mil filmes em alta definição, cada um no tamanho de um disco Blu-ray, em apenas um segundo.

Este é um recorde de transmissão de internet por fibra óptica, que chegou a 178,08 terabits por segundo. A pesquisa foi realizada durante dois anos por cientistas da Universidade de Londres, com a liderança da engenheira brasileira Lídia Galdino.

A conexão estabelecida pelos pesquisadores é em média três vezes mais rápida do que as melhores conexões por fibra disponíveis comercialmente nos dias de hoje e um quinto mais rápida do que o recorde anterior, obtido por pesquisadores no Japão.

O avanço tem o potencial de alimentar a próxima geração de internet móvel, o 5G, além de acelerar a troca de dados em outras aplicações.

Compartilhar: