Pesquisadores brasileiros preparam o 1º anticoncepcional masculino

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2022

Pesquisadores brasileiros descobriram dois novos alvos que, finalmente, vão tornar viáveis a criação do primeiro anticoncepcional masculino.

 

A pesquisa é feita na Universidade Estadual de São Paulo, a Unesp de Botucatu, em parceria com cientistas de Portugal e Reino Unido. O foco do projeto é modular a motilidade dos espermatozoides.

 

Tanto cientistas como a indústria farmacêutica procuram desenvolver anticoncepcionais masculinos que consigam impedir a mobilidade do espermatozoide, porque é mais difícil chegar a um fármaco para impedir a produção do gameta masculino.

 

De acordo com o estudo do Departamento de Biofísica e Farmacologia, o grau de complexidade da produção do espermatozoide é maior que o da produção do óvulo. Se fosse produzido um contraceptivo masculino que impedisse a produção do espermatozoide, o medicamento demoraria de três a quatro meses para apresentar efeito.

Compartilhar:

Leia Também