Pesquisadores criam máscara térmica que inativa o coronavírus

quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Pesquisadores desenvolveram uma máscara facial que inativa o novo coronavírus, causador da covid-19, ao invés de apenas filtrar durante o uso.

 

 

A pesquisa, feita no Instituto de Tecnologia de Massachussets, nos Estados Unidos., traz um conceito inovador em que a máscara não filtra as partículas no ar, mas permite que o vírus atravesse a máscara, mas seja desativado.

 

 

Isso porque uma bateria de 9 volts é responsável por fornecer energia para uma malha de cobre que é aquecida a 90º C, temperatura capaz de tornar o vírus inativo, ou seja, incapaz de causar a doença, segundo modelos matemáticos criados pelos pesquisadores.

 

 

Uma vantagem da máscara aquecida é que não precisa ser descontaminada ou jogada fora depois do uso pois o vírus já está desativado. E para evitar o aquecimento da máscara, os cientistas a revestiram de um material isolante térmico.

 

 

Compartilhar:

Leia Também