Pesquisadores da USP isolam variante ômicron do SARS-CoV-2

segunda-feira, 20 de dezembro de 2021

Pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo conseguiram isolar a cepa da variante ômicron do SARS-CoV-2.

 

Amostras da variante estão sendo cultivadas em células e, dentro de duas semanas, começarão a ser distribuídas para laboratórios com nível 3 de biossegurança e para pesquisadores de todas as regiões do Brasil.

 

Assim será possível detectar a disseminação da ômicron pelo país. Além disso, o isolamento permitirá avaliar a eficácia das vacinas contra a nova cepa aplicadas atualmente na população brasileira.

 

A variante foi detectada em um casal de brasileiros que mora na África do Sul e que veio ao Brasil a passeio. O casal passou por exames e foram retiradas amostras, que rapidamente foram sequenciadas. O grupo de pesquisa da USP foi o primeiro a conseguir isolar e cultivar em laboratório a amostra da variante ômicron.

Compartilhar:

Leia Também