Presidente de Portugal defende leitura como impulso à economia: ‘É aposta no desenvolvimento a longo prazo’

terça-feira, 20 de abril de 2021

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, defende a educação e a leitura como o caminho para o desenvolvimento econômico de longo prazo.

 

Conhecido como Presidente dos Afetos, o líder lusitano afirma que em uma experiência com a cidade de Celorico de Basto, município mais pobre de Portugal. Ele usou a doação de livros para tornar a região um celeiro da cultura.

 

Foram doados mais de 200 mil livros. Esta foi uma tentativa para o desenvolvimento regional. Com a biblioteca e iniciativas diferenciadas, a cidade ganhou notoriedade e melhorou a infraestrutura.

 

Depois veio a feira do livro, que atraiu ao longo dos anos políticos, escritores, jornalistas, turistas e potenciais investidores. Ou seja, o presidente trabalhou na educação e cultura sem expectativas imediatas e sim a longo prazo.

Compartilhar:

Leia Também