Professor japonês desenvolve estudo para polinizar plantas com bolhas de sabão e drone

terça-feira, 14 de julho de 2020

 

O uso excessivo de agrotóxicos vem comprometendo a vida de abelhas e a polinização de plantas sofre com isso. Mas um professor japonês pode ter achado um paliativo que vai ajudar a conter o problema.

 

Em testes realizados no Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia do Japão, um pequeno pomar de peras recebeu pequenas bolhas de sabão funcional permitindo uma polinização eficaz utilizando apenas um drone.

 

Há uma simplicidade tecnológica para implantação da polinização robótica. É preciso apenas de um micro drone, controlado por GPS, para todo o processo ser um sucesso. A ideia ganhou visibilidade por duas grandes vantagens: simplicidade e custo.

 

Os grãos de pólen em bolhas de sabão são levados sobre uma altura de dois metros e lançados na planta. A taxa de sucesso é de 90%. Os 10% se referem ao clima e vento. A dimensão e altura necessária para o lançamento do drone não compromete a estrutura das plantas.

Compartilhar:

Leia Também