Programa transforma idosos com demência em artistas

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

O OMA (Opening minds through art) é um programa internacional que alia arte e convívio entre gerações. Estudantes, enfermeiros e cuidadores recebem treinamento para estimular pacientes com demência a se manifestar artisticamente.

 

Em vez de tentar resgatar habilidades comprometidas, como a memória e o foco, o objetivo do programa é liberar a imaginação. Quando se fala de artes, os idosos se mostram mais interessados nessa atividade do que em outras.

 

Em contrapartida, os estudantes que receberam o treinamento passaram a demonstrar maior empatia em relação à velhice. O programa já foi implantado em 200 centros de convivência e instituições nos Estados Unidos e no Canadá.

 

Com a pandemia foi criada uma versão virtual para não interromper as atividades e está sendo criado um aplicativo para aumentar o alcance das sessões de arte e integrar mais pessoas de diferentes gerações.

 

A entidade foi criada pela artista, educadora e gerontóloga Elizabeth Lokon.

Compartilhar:

Leia Também