Projeto democratiza acesso à literatura a deficientes visuais

sexta-feira, 06 de maio de 2022

Democratizar o acesso à cultura por meio de livros falados e ampliar a inserção de deficientes visuais no mercado de trabalho. Esse é o objetivo do projeto Vozes que Iluminam Vidas e Pontos que Leem o Mundo.

 

O projeto é oferecido desde dezembro de 2020 pela Associação dos Deficientes Visuais de Ribeirão Preto e Região. A instituição sem fins lucrativos fornece serviços gratuitos e permanentes para mais de 200 deficientes visuais de 40 cidades da macrorregião de Ribeirão Preto, em São Paulo e no sul de Minas Gerais.

 

Os últimos dados divulgados pelo IBGE mostram que 18,6% da população brasileira possui algum tipo de deficiência visual. Foi pensando em ampliar o acesso à cultura e diminuir barreiras vividas por esse público que a iniciativa foi criada para atender as pessoas cegas ou com baixa visão em todas as faixas etárias.

 

Desde o início do projeto, mais de 56 livros paradidáticos e didáticos que fazem parte do plano anual do ensino fundamental e médio foram adaptados para livros falados.

Os livros transformados em audiobooks são distribuídos de forma gratuita para as escolas e bibliotecas municipais devido a importância dos títulos na grade curricular para a inclusão da pessoa com deficiência visual.

Compartilhar: