Projetos apostam em alternativas para cultivo de alimentos em centros urbanos

quinta-feira, 02 de setembro de 2021

Laboratórios adaptados com temperatura, iluminação e nutrientes controlados são apostas de empresas e pesquisadores em grandes centros urbanos para oferecer alimentos de qualidade em projetos sustentáveis.

 

A ideia é vista como alternativa para o que pode ser a produção do futuro. Um desses projetos acontece em São Paulo, onde há a maior fazenda vertical urbana da América Latina.

 

O projeto de uma horta “high tech” foi desenvolvido por três engenheiros há quatro anos. Foram pesquisadas tecnologias e chegou ao cultivo em ambiente controlado. As salas de cultivo são fechadas e climatizadas. A mistura de luzes azuis e vermelhas fornece para a planta os componentes de luz necessários para o processo de fotossíntese.

 

A produção das hortaliças usa a técnica de hidroponia, em que os alimentos crescem sem o uso do solo, apenas com as raízes na água e nutrientes. O sistema não utiliza agrotóxicos e é sustentável, já que economiza 95% da água que seria usada em uma plantação tradicional.

Compartilhar:

Leia Também