Própolis pode reduzir tempo de internação por Covid, diz pesquisa da USP

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Uma pesquisa da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto mostra que o uso de própolis pode diminuir pela metade o tempo de internação de pacientes com Covid-19 e também reduzir lesões renais e inflamações.

 

A substância colhida das abelhas – conhecida por inúmeras de propriedades – foi usada em um pequeno ensaio clínico com 124 participantes hospitalizados no Hospital São Rafael, localizado na cidade de Salvador, na Bahia.

 

Todos os pacientes fizeram o tratamento padrão, sendo que 40 pessoas receberam 400 miligramas por dia de própolis; 42 receberam 800 miligramas; e 42 não receberam própolis.

 

Os grupos que não receberam própolis ficaram 12 dias internados, já os pacientes que receberam a substância por via oral, o tempo médio de hospitalização foi de seis a sete dias. Acredita-se que a redução do tempo de internação se deu porque o própolis pode interferir em uma proteína que está envolvida no processo de entrada e disseminação do vírus no corpo.

 

O próximo passo será a realização de um ensaio clínico duplo cego com placebo.

Compartilhar:

Leia Também