Proposta de criação de 400 mil vagas para jovens ganha força. Entenda

quinta-feira, 30 de julho de 2020

 

Uma proposta de Medida Provisória enviada pelo CIEE – Centro de Integração Empresa-Escola –para o Ministério da Economia prevê a abertura de até 400 mil vagas para jovens aprendizes no Brasil.

 

O bom é que a proposta está ganhando força. Em uma semana, a petição online criada pela jovem aprendiz Manuela Bernadino, de 20 anos, para somar esforços à proposta, já reuniu mais de 24 mil assinaturas.

 

Baseada na Lei de Aprendizagem, a proposta do CIEE sugere que o governo ajude a pagar os salários dos aprendizes em pequenas e médias empresas. O investimento público seria de 6 bilhões de reais, ou 0,5% do orçamento do Governo Federal destinado à sociedade em resposta à pandemia.

 

Segundo um levantamento do CIEE, o custo de um aprendiz para uma empresa é 30 mil reais em um contrato de dois anos, por isso 400 mil vagas custariam 12 bilhões de reais.

 

Com a crise do coronavírus, a queda no número de aprendizes trabalhando foi da ordem de 30% no país. “Muitas empresas não renovaram os contratos, então os aprendizes estão saindo e ninguém entra no lugar”, diz.

 

O programa de aprendizagem voltado para jovens de 14 a 24 anos é divido em duas partes, uma é a profissional (70%) e a outra é a parte educacional, com 30% do tempo dedicado a treinamento.

Compartilhar:

Leia Também