Quilombolas utilizam a produção orgânica como renda

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

A agricultura está transformando a vida de quilombolas no interior de São Paulo. Na comunidade Cafundó, em Salta de Pirapora, os moradores buscam formas para sair da condição de isolamento e gerar renda.

 

 

A produção agrícola do quilombo sempre foi feita de forma mais natural, sem uso de produto químico, mas também sem tecnologia. Foram os jovens que foram atrás de conhecimento e passaram a utilizar no quilombo o conceito de agricultura orgânica.

 

 

Produzir alimentos sem nada de agrotóxicos e, ao mesmo tempo, ganhar mais pelo produto. Uma única horta no local ocupa 1 hectare e meio e será a primeira do quilombo a receber o selo de produtor orgânico, certificado que garantirá a venda para supermercados.

 

 

De olho no futuro, os produtores vão diversificando a produção e já produzem milho, mandioca e colheram sua primeira safra de feijão. Do que é arrecadado, 23% fica com a associação que gere o quilombo. O dinheiro serve para pagar os custos do local e também para pagar o salário de um técnico agrícola.

Compartilhar:

Leia Também