Resíduos da indústria são utilizados para fabricar alternativas ao plástico

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Pesquisadores da Unesp – Universidade Estadual Paulista, em Ilha Solteira, desenvolveram um filme que poderá substituir o plástico nas embalagens alimentícias.

 

 

O produto é feito a partir de resíduos industriais de celulose bacteriana, matéria-prima sustentável de onde são extraídos materiais utilizados na fabricação de filmes biodegradáveis.

 

 

A celulose bacteriana é fornecida por uma empresa paranaense que fabrica curativos de biofilme. Como eles devem ser cortados em tamanhos exatos, há muita sobra de material que acaba sendo descartada depois do corte.

 

 

Para transformar o resíduo em um novo filme, adequado para embalar alimentos, os pesquisadores trituram os retalhos em um moinho até obter um pó fino. Lembrando que a celulose é um polímero abundante e já muito utilizado na indústria de curativos.

Compartilhar:

Leia Também