São Paulo pretende criar maior museu brasileiro de grafite a céu aberto no Largo da Batata 

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

 

 

São Paulo poderá ter o maior museu brasileiro de grafite a céu aberto. Pensando nisso, o entorno do Largo da Batata, na Zona Oeste de São Paulo, está recebendo 12 obras de grafite de 15 artistas nacionais e internacionais.

 

 

 

São cerca de 4 mil metros quadrados de arte que serão entregues no dia 20 deste mês. Trata-se da 1ª edição do NaLata Festival Internacional de Arte, que quer consolidar São Paulo como a capital mundial do grafite.

 

 

 

Os quinze artistas participantes são consagrados nacional e internacionalmente e dos mais diferentes estilos e correntes culturais. O grafite, feito em prédios, dá um acesso democrático à arte urbana que podem ser vistas gratuitamente por qualquer um.

 

 

Compartilhar:

Leia Também