Saúde mental dos idosos parece não ter sido tão abalada na pandemia

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Apesar de serem vulneráveis às complicações causadas pela Covid-19, os idosos têm se saído melhor que outras faixas etárias diante da carga emocional provocada pela pandemia.

 

A afirmação é do psiquiatra Ipsit Vahia, do Hospital McLean, em Massachusetts, nos Estados Unidos. O médico faz parte de estudo sobre o transtorno psiquiátrico, como ansiedade e depressão.

 

O estudo chama a atenção para a importância do uso da tecnologia – o que inclui a telemedicina – para diminuir os efeitos negativos do isolamento. As conclusões podem alimentar um otimismo cauteloso, já que a velhice compreende um grupo de enorme diversidade.

 

Ao longo desse ano, muitos trabalhos relacionados à saúde mental foram produzidos. Uma dessas pesquisas foi realizada com mais de 46 mil participantes com idades variando entre 16 e 99 anos. E a conclusão foi que os idosos jovens enfrentam menor dificuldade com a falta de convívio social.

Compartilhar:

Leia Também