Sementes magnéticas prometem revolucionar tratamento do câncer

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2022

Um grupo de cientistas da Universidade de Londres desenvolveu uma nova terapia contra o câncer que usa sementes magnéticas para aquecer e matar células cancerígenas.

 

Este novo método pode ser bastante promissor para o tratamento de tumores cerebrais e em outras partes do corpo. A terapia foi batizada de ablação guiada por imagem minimamente invasiva (Minima, na sigla em inglês).

 

Ela é composta por uma espécie de semente ferromagnética. Essa semente é navegada para o tumor através de um scanner de ressonância magnética. Em seguida, a semente é aquecida remotamente com o objetivo de matar as células cancerígenas que estejam próximas.

 

As sementes magnéticas são feitas de uma liga metálica, têm formato esférico e cerca de 2 mm de comprimento. Elas são implantadas superficialmente no tecido antes de serem programadas para rastrear, aquecer e matar as células cancerígenas.

Compartilhar:

Leia Também