Senado aprova prioridade no registro de fármacos nacionais

segunda-feira, 17 de maio de 2021

Aprovado projeto que incentiva a indústria farmacêutica brasileira e reduz a dependência de insumos importados. A prioridade passará a ser para os medicamentos que contenham o IFA – insumo farmacêutico ativo nacional.

 

O projeto propõe que todo medicamento com insumo ativo produzido no Brasil seja enquadrado na categoria de precedência prioritária para registro e para alteração pós-registro junto à Anvisa. Isso agilizará os prazos de avaliação.

 

O estímulo ao processamento do IFA no mercado interno vai permitir à indústria farmacêutica brasileira controlar todas as etapas de fabricação de medicamentos: da síntese da matéria-prima até o produto final.

 

Hoje, o Brasil fabrica 5% de todos os insumos necessários para a produção de seus medicamentos, importando a maior parte da China e da Índia, responsáveis pela fabricação de 40% dos insumos utilizados no mundo inteiro.

Compartilhar:

Leia Também