Pesquisa: resíduo de sisal combate praga que ataca produção de laranja

quinta-feira, 31 de março de 2022

O Brasil é líder mundial na produção de laranja. Para evitar prejuízos com ataque de pragas, cientistas da Unesp desenvolveram um defensivo agrícola para combater esse mal sem prejudicar o meio ambiente.

 

A pesquisa é feita no campus de Assis, da Universidade Estadual Paulista, com alvo em uma das pragas mais comuns que atacam as plantações de laranja, que é o ácaro da leprose.

 

O estudo encontrou nos resíduos de sisal uma forma de combater 100% dos ácaros em apenas um dia. O sisal é geralmente utilizado para produzir cordas, vassouras e artesanatos, mas a maior parte da planta é jogada fora. O custo é barato e a fonte do extrato ativo é abundante.

 

Lembrando que somente as fibras das folhas do sisal possuem valor econômico. Todo o restante da folha é descartado como resíduo. O próximo passo é desenvolver uma formulação que atende a legislação brasileira e buscar parcerias com o setor agrícola.

Compartilhar:

Leia Também