Startup cria drone movido a etanol que reduz gastos com baterias tradicionais

quarta-feira, 22 de junho de 2022

Uma startup de Sorocaba, interior de São Paulo desenvolveu um motor a etanol para drones usados no agronegócio, uma solução mais prática e barata que as tradicionais baterias.

 

Um drone, normalmente, tem autonomia de 15 minutos quando alimentado por bateria, consideradas pesadas e caras. Já com o motor criado pela startup, que funciona a etanol, o drone fica no ar por até 4 horas.

 

O drone movido a etanol levou três anos para chegar ao modelo atual. E ainda foi preciso viabilizar o negócio comercialmente. Para isso, a startup fez parcerias com operadoras que alugam drones para o agronegócio. Por enquanto, os empresários têm dois drones em operação.

 

O desenvolvimento do drone a etanol começou em um projeto na faculdade de Engenharia. Foi quando João Vitor Valentim Arruda viu a chance de um grande negócio e se uniu a dois amigos. O resultado é um equipamento que pode ter um tempo de voo maior e menos custo.

Compartilhar:

Leia Também