Terapia com bebês reduz chance de diagnóstico clínico de autismo

sábado, 25 de setembro de 2021

Uma intervenção liderada pelos pais que apoiam o desenvolvimento de crianças que já apresentam sinais precoces de autismo fez com que caísse de maneira significativa a probabilidade de um diagnóstico da doença.

 

A resposta está na terapia com bebês, que mostrou aumentar o desenvolvimento social e com isso, pode reduzir a chance de diagnóstico clínico de autismo em dois terços.

 

O diagnóstico clínico de autismo em idade de três anos era apenas um terço mais provável em crianças que receberam a intervenção preventiva. Em comparação com aquelas que receberam o tratamento usual, está é a primeira vez que uma melhora foi demonstrada em todo o mundo.

 

A intervenção foi acompanhada por profissionais da Universidade da Austrália, Reino Unido e Estados Unidos. A terapia foi capaz de apoiar o envolvimento social e outros comportamentos relacionados ao autismo, como comportamentos sensoriais e repetitividade.

Compartilhar:

Leia Também