Textos perdidos de civilizações antigas são decifrados por Inteligência Artificial

sexta-feira, 18 de março de 2022

Uma nova técnica está restaurando, com grande precisão, textos de civilizações antigas, como de gregos do século V antes de Cristo.

 

Uma equipe de pesquisadores das universidades de Veneza, Oxford, Atenas e a empresa DeepMind desenvolveram uma nova ferramenta de aprendizado profundo.

 

O aprendizado profundo é uma das técnicas utilizadas pela inteligência artificial, por meio de algoritmos que reproduzem a estrutura e o funcionamento do cérebro humano. A nova ferramenta tem o nome de Ítaca, em alusão à ilha de Ulisses na Odisseia.

 

A Ítaca foi aperfeiçoada após a análise de cerca de 80 mil inscrições no banco de dados da maior coleção digital de inscrições gregas antigas. O texto é decifrado com 72% de precisão.

Compartilhar:

Leia Também