SP terá tornozeleira eletrônica para rastreamento de agressores de mulheres

quinta-feira, 29 de abril de 2021

Através de um Termo de Cooperação com o Tribunal de Justiça, o governo do estado de São Paulo vai viabilizar o uso de tornozeleira eletrônica para proteger mulheres da violência doméstica.

 

Também haverá um alerta de proximidade do agressor como mecanismos para prevenir, coibir e punir a violência doméstica e familiar contra a mulher.

 

De acordo com o Termo, o governo paulista será responsável pela compra, manutenção, instalação e monitoramento das tornozeleiras eletrônicas e da unidade portátil de rastreamento.

 

O equipamento ficará com as mulheres vítimas para que seja acionado, caso o agressor invada o limite de proteção. O projeto é executado com participação de várias autarquias da justiça e segurança.

Compartilhar: