Trabalho infantil diminui 17% no Brasil

terça-feira, 22 de dezembro de 2020

O trabalho infantil teve uma diminuição de 17% entre 2016 e 2019, segundo a PNAD – Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, divulgada pelo IBGE.

 

A queda mais acentuada ocorreu entre 2018 e o ano passado, com 7,7%, que em números absolutos correspondem a menos 150 mil crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos exercendo atividades econômicas e de autoconsumo.

 

Os resultados começaram a surgir após ser formada uma rede de programas sociais voltadas para a melhoria da vida das famílias e, consequentemente, reduzindo o trabalho infantil. Esta rede conta com o programa Criança Feliz, o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada.

 

Em 2019, a proporção de crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil foi a mais baixa da série, ficando em 4,6%.  A pesquisa também aponta uma queda de cerca de 24% entre 2016 e 2019 no número de crianças e adolescentes em atividades perigosas, como extração de pedras e tarefas agrícolas com manuseio de agrotóxicos.

Compartilhar:

Leia Também