UERJ cria “coronatrack”: aparelho que detecta coronavírus no ambiente

sexta-feira, 03 de julho de 2020

Sem uma testagem adequada, fica difícil ter precisão quanto ao número real de casos de coronavírus. Foi pensando nisso que foi criado Coronatrack, um aparelho capaz de mapear áreas críticas da covid 19.

Trata-se de um mostrador individual portátil e de baixo custo, desenvolvido por cientistas do Laboratório de Radioecologia e Mudanças Globais da Universidade Estadual do Rio de Janeiro.
Aparelho foi inteiramente criado pela equipe da universidade com auxílio de impressora 3D. A ideia é proporcionar às pessoas a possibilidade de monitorar a carga viral nos locais por onde costumam transitar.

Os pesquisadores já vinham fazendo um mapeamento de áreas com grande circulação e expandiram o estudo quando perceberam que as pessoas tinham dúvidas até referente ao seu local de trabalho.

O Coronatrack contará ainda com a participação da Policlínica Piquet Carneiro, unidade de saúde da UERJ, onde o Laboratório será responsável por realizar a análise da substância coletada por meio da testagem RT-PCR.

Compartilhar:

Leia Também