UFPR usa microalgas para transformar lixo em energia

terça-feira, 20 de julho de 2021

Cientistas do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento em Energia Autossustentável da Universidade Federal do Paraná criaram um método para transformar resíduos sólidos urbanos não recicláveis em energia elétrica.

 

Durante o processo, o lixo é transformado em calor, cinza, água e gases, especialmente o gás carbônico. As emissões gasosas também são tratadas pelo sistema, gerando biomassa de microalgas, que podem usadas para produzir biodiesel.

 

O processo é capaz de transformar 100 quilos de lixo, inclusive hospitalar, em cinco quilos de cinzas, que podem ser usadas como agregado de concreto ou mistura para asfalto. Diminui-se assim o impacto da destinação final do lixo.

 

No primeiro passo do sistema, o resíduo sólido urbano é queimado. Depois são incinerados a altíssimas temperaturas. O calor da queima é transferido para a água e o vapor gerado é usado em uma usina termoelétrica. As emissões geradas na queima vão para um Fotobiorreator Tubular Compacto, que captura os gases, diminui a poluição ambiental e viabiliza o uso dos incineradores em cidades.

Compartilhar:

Leia Também