Unicamp reinicia atividades presenciais nesta segunda com até 20% dos servidores, testes e aplicativo para monitorar saúde

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Sete meses após suspender as atividades presenciais, a Universidade de Campinas inicia a retomada gradual com no máximo 20% dos servidores com funções administrativas e ainda sem aulas.

 

 

Definido em 14 de setembro, o cronograma de retomada prevê a testagem de todos os profissionais, a obrigação de assistirem a videoaulas sobre as medidas sanitárias e o monitoramento diário da condição de saúde por meio de um aplicativo.

 

 

No máximo dois mil trabalhadores voltam nesta segunda, já que há aproximadamente 10 mil servidores ativos. No entanto, ele estima que o número pode ser menor, já que parte dos institutos optou por iniciar a retomada com bem menos do que os 20% permitidos na primeira etapa.

 

 

A regra é manter em trabalho remoto tudo que for possível. A Unicamp foi a primeira universidade pública brasileira a interromper as atividades. Desde então, apenas o complexo hospitalar, o restaurante e setores de compras e recursos humanos funcionaram.

 

Compartilhar:

Leia Também