Universitária registra patente de própolis verde contra avanço da Covid

segunda-feira, 05 de julho de 2021

Uma estudante brasileira registrou uma patente farmacêutica com um composto de própolis verde para tratamento e prevenção da Covid-19.

 

Natália de Oliveira tem 21 anos e é do curso de Farmácia do Centro de Educação e Saúde, da Universidade Federal de Campina Grande, na Paraíba.

 

A descoberta dela foi fruto de um projeto de iniciação científica. Na pesquisa, a aluna de graduação fez simulações de interação entre várias substâncias presentes no própolis verde com uma proteína de replicação viral do SARS-CoV-.

 

Foram encontradas três substâncias com potencial de inibir a reprodução do vírus, impedindo que a doença avance. Com orientação de um professor, foram realizadas simulações computacionais com alvo molecular para chegar ao resultado. No entanto, ainda serão necessários testes laboratoriais.

Compartilhar:

Leia Também