Pesquisa abre caminho para vacina contra esquistossomose

quarta-feira, 03 de novembro de 2021

Considerada uma das 17 doenças tropicais negligenciadas no mundo, a esquistossomose ainda é um importante problema de saúde pública. O único medicamento descoberto já tem 40 anos.

 

Uma recente pesquisa mostra um caminho para o desenvolvimento de novas terapias e até mesmo uma vacina contra essa parasitose.

 

Um grupo que envolve cientistas do Instituto Butantan, das Universidade de São Paulo e de instituições internacionais descobriu o mecanismo pelo qual a espécie de macaco rhesus desenvolve naturalmente uma resposta imune duradoura contra a esquistossomose.

 

O trabalho identificou nove genes que podem ser inibidos pela defesa imune e impedir que o vírus se multiplique e contamine o organismo. O trabalho acompanhou os macacos por 42 semanas após a primeira infecção, demonstrando resistência à reinfecção.

Compartilhar:

Leia Também