Vacina contra gastroenterite pode ser eficaz contra câncer, mostra pesquisa

segunda-feira, 06 de janeiro de 2020

Estudo realizado na França mostrou que a vacina usada para prevenir uma problema gastro em crianças pode provocar a morte de células cancerígenas e também ser associada à imunoterapia.

 

Os cientistas realizaram testes em laboratório, in vitro, e descobriram que a vacina usada contra os rotavírus, que provocam a gastroenterite, pode matar as células de câncer, e associada à imunoterapia, ajudou o sistema imunológico a vencer o tumor.

 

No total, 14 vacinas fabricadas de vírus vivos, previamente diluídas, foram usadas na pesquisa em modelos de células e a capacidade foi observada. No laboratório é possível verificar se elas se ativam ou não o sistema imunológico.

 

Nos últimos anos, a imunoterapia – técnica que consiste em ativar o sistema imunológico contra as células cancerígenas, surgiu como uma alternativa revolucionária no tratamento de pacientes com metástases de cânceres do pulmão ou da bexiga, por exemplo. O problema é que a taxa de sucesso ainda é baixa: entre 10% e 25% dos doentes são resistentes à terapia.

Compartilhar:

Leia Também