Vendas do varejo crescem pelo 3º mês seguido, mas comércio ainda acumula perdas no ano

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

As vendas do comércio varejista cresceram 5,2% em julho, na comparação com junho, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo IBGE. Trata-se da terceira alta seguida.

Este é o maior resultado para o mês de julho da série histórica, iniciada em 2000, e a terceira alta seguida no ano, com algumas categorias apresentando resultados acima dos registrados no período pré-pandemia de Covid-19, como móveis e eletrodomésticos e hiper e supermercados.

Na série sem ajuste sazonal, em relação a julho de 2019, o comércio varejista cresceu 5,5%. No varejo ampliado, que inclui veículos, motos e material de construção, o volume de vendas cresceu 7,2% em relação a junho e 1,6% ante julho do ano passado, interrompendo uma sequência de quatro meses em queda.

Com o resultado, o comércio superou em 5,3% o patamar de vendas registrado antes da pandemia do coronavírus. Sete das 8 atividades pesquisadas pelo IBGE tiveram alta na passagem de junho para julho. Apenas a atividade de hiper e supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo não registrou alta, ficando estável em relação a junho (variação zero).

Compartilhar: