Voluntários se unem para consertar respiradores no Rio de Janeiro

quinta-feira, 01 de outubro de 2020

Profissionais de engenharia do Rio de Janeiro se uniram de forma voluntária para fazer a manutenção e o conserto de ventiladores mecânicos de hospitais públicos do estado utilizados nas unidades de terapias intensiva.

 

 

O núcleo da central de reparos fica nos laboratórios de eletricidade e fresamento do campus Maracanã do Centro Federal de Educação Tecnológica. A equipe do projeto é composta por cerca de 30 profissionais de engenharia mecânica, elétrica, eletrônica e clínica.

 

 

A Secretaria estadual de Saúde é a principal interlocutora entre os voluntários que atuam na manutenção dos equipamentos e os hospitais da rede pública que necessitam do serviço.

 

 

Ao fim da manutenção, os ventiladores são calibrados e, uma vez aprovados, são entregues ao hospital de origem junto com o certificado de calibração. A iniciativa oferece o serviço de forma gratuita. São necessárias, em média, de duas a três semanas para o reparo do equipamento.

Compartilhar:

Leia Também