A difícil arte da escolha

sexta-feira, 30 de abril de 2021

Para muitas pessoas, fazer uma escolha é fonte de muita angústia e insegurança.

 

De fato, escolher exige maturidade e consciência de que, ao optarmos por um caminho, necessariamente estamos abrindo mão de outro.

 

Por essa razão, os inseguros se veem paralisados no momento da escolha, por quererem garantia total do acerto.

 

Nenhuma escolha precisa ser definitiva, como aliás nada na vida é, exceto a morte. Então, ao invés de querer a certeza da escolha certa, o ideal é que estejamos abertos a rever nossa opção, caso ela não se mostre adequada.

 

O medo da mudança está na raiz do receio de fazer escolhas, portanto, é este sentimento que precisa ser encarado.

 

Os que temem a escolha, agem como se aquela fosse a única oportunidade que a vida lhes estivesse concedendo, o que é absolutamente irreal. É essencial que não se encare o momento de escolher como uma situação de vida ou morte.

 

Sempre será tempo de traçar novos caminhos, definir novos sonhos, sair da acomodação, basta para isso que estejamos vivos.

 

Por Elisabeth Cavalcante

Compartilhar:

Leia Também