Ouvir canto de pássaros melhora sensação de bem-estar

terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

Muitos estudos já comprovaram que passar um tempo em meio à natureza traz benefícios para a saúde mental e, pouco a pouco, surgem novas pesquisas que indicam as razões para isso ocorrer. Em dezembro de 2020, a Universidade Politécnica Estadual da Califórnia, nos EUA, publicou um estudo em que investiga o quanto os sons naturais que os humanos ouvem durante seu tempo ao ar livre contribuem para a sensação de bem-estar.

 

Danielle Ferraro, estudante de pós-graduação em biologia, que conduziu a pesquisa, diz que embora o panorama das propriedades restauradoras da natureza provavelmente envolva vários sentidos, o estudo é o primeiro a manipular experimentalmente um único (som) no campo e demonstrar sua importância para as experiências humanas na natureza.

 

Focados no efeito do canto de pássaros, os cientistas instalaram alto-falantes em duas trilhas de um parque no Colorado. Os equipamentos reproduziram canções gravadas de um grupo diversificado de pássaros. Em cada seção da trilha, em blocos semanais, os pesquisadores alternaram entre ligar e desligar o canto. Os participantes foram entrevistados após a experiência.

 

Quem ouviu o canto dos pássaros relatou maior sensação de bem-estar do que aqueles que não ouviram. Na primeira seção da trilha, os caminhantes que ouviram mais o canto dos pássaros simplesmente relataram que se sentiram melhor, mas não comentaram que achavam que mais pássaros viviam naquela parte da trilha. Os caminhantes que ouviram mais o canto dos pássaros na outra seção disseram que achavam que mais pássaros viviam ao longo daquela seção da trilha, e os pesquisadores descobriram que essa percepção de mais espécies era responsável por fazer os caminhantes se sentirem melhor.

 

Segundo o professor de biologia Clinton Francis, que supervisionou a pesquisa, apenas 7 a 10 minutos de exposição a esses sons melhoraram o bem-estar das pessoas. Isso realmente ressalta o quão importante a audição é para nós e provavelmente para outros animais.

 

A equipe de pesquisa ressalta a necessidade de reduzir a poluição sonora humana dentro e fora das áreas protegidas para contribuir para mais felicidade. Assim como o canto dos pássaros, ao andar por uma trilha é possível ouvir outros sons da natureza, também relaxantes, assim como o benefício para o cérebro da exposição ao silêncio.

 

Os resultados ressaltam a necessidade dos gestores dos parques reduzirem a poluição sonora antropogênica, que não é apenas uma forma econômica de melhorar as experiências dos visitantes, mas também pode beneficiar a vida selvagem.

 

Por Marcia Sousa

Compartilhar:

Leia Também