5 dicas para você ter mais esperança

sexta-feira, 16 de abril de 2021

Esperança. Uma palavra com quatro sílabas e que reverbera na alma só de escutar. Aliás, é difícil encontrar alguém que nunca tenha dito: “a esperança é a última que morre”.

 

Em tempos desafiadores como o que estamos vivendo, ser uma pessoa esperançosa significa acreditar no futuro bom sem fechar os olhos para o presente. Mas será que vale a pena ter esperança?

 

É isso que você vai descobrir neste texto. E aí, que tal vir comigo nessa jornada fascinante de autoconhecimento?

 

Afinal, o que é esperança?

Está escrito lá no dicionário: esperança. Substantivo feminino. Sentimento de quem vê como possível a realização daquilo que deseja; confiança em coisa boa; fé.

 

Você percebe o quanto a esperança chama a nossa atenção? Só ao mencionar essa palavra, provavelmente você já pensa em algo. Algum momento difícil que foi superado. Uma conquista que precisou de muito esforço. Ou determinada realização que parecia inconcebível, mas, ao fim, se concretizou. Todo mundo tem uma história de esperança. Já faz parte do imaginário das pessoas.

 

Na psicologia positiva, a esperança é uma das 10 emoções positivas. Ao contrário da maioria das emoções positivas, ela emerge em situações nas quais tememos que o pior aconteça, mas desejamos intensamente o melhor. Isso nos dá a força necessária para reunirmos toda a nossa capacidade e criatividade para mudar as circunstâncias negativas.

 

A esperança também é uma das 24 forças de caráter. Faz parte do grupo da virtude Transcendência. Quer dizer esperar o melhor do futuro e trabalhar para alcançá-lo. É acreditar que os dias positivos podem ser construídos.

 

Esperança é mais do que apenas um simples pensamento positivo porque ela requer uma certa perseverança. O que acontece é que a esperança pode corroer quando percebemos ameaças ao nosso modo de vida. Hoje em dia, existem muitas por aí. Quando não há esperança, as pessoas perdem a motivação para continuar. Não conseguem imaginar o fim desejado de suas lutas.

 

Esperança, então, não é apenas supor que um resultado positivo é inevitável. Em vez disso, ela é uma motivação para persistir em direção a uma meta ou um estado final, mesmo que sejamos céticos quanto à probabilidade de um resultado positivo.

 

A esperança envolve atividade, uma atitude positiva e uma crença de que temos um caminho para o resultado desejado. A esperança é a força de vontade para mudar e o poder do caminho para provocar essa mudança.

 

Com adolescentes e adultos jovens ou de meia-idade, a esperança é um pouco mais fácil. Porém, para adultos mais velhos, é mais difícil. Envelhecer, muitas vezes, significa enfrentar obstáculos que parecem inflexíveis. Como problemas recorrentes de saúde, financeiros ou familiares que simplesmente não desaparecem. Por isso, a esperança para os idosos tem que ser “persistente”, uma “esperança madura”.

 

Mas trago uma boa notícia de um estudo publicado recentemente no Human Flourishing Program, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

 

Os pesquisadores examinaram o impacto da esperança em quase 13 mil pessoas com idade média de 66 anos. Eles descobriram que aqueles com mais esperança ao longo da vida tinham:

– Melhor saúde física.
– Melhores comportamentos de saúde.
– Melhor apoio social e vida mais longa.

A esperança também levou a menos problemas de saúde crônicos, menos depressão, menos ansiedade e menor risco de câncer.

 

Como ter esperança em meio ao caos?

Em tempos de crise, as pessoas podem sucumbir à ansiedade e à depressão. A esperança, por outro lado, eleva o bem-estar. Pessoas com um alto nível de esperança tendem a ver situações estressantes como desafiadoras em vez de ameaçadoras, o que ajuda a reduzir o estresse.

 

A esperança também é um fator de proteção contra a ansiedade. Quem tem esperança consegue agir de modo mais proativo em situações que trazem à tona as sensações de vulnerabilidade, insegurança e incerteza. E são capazes de se manterem motivadas e de sustentar as ações necessárias para atingir seus objetivos, além de superar obstáculos.

 

Esperança não é apenas desejar que as coisas aconteçam. É um processo cognitivo, de natureza motivacional, direcionado para alcançar objetivos. Ela reflete a percepção do indivíduo quanto à sua capacidade de:

– Definir objetivos relevantes e desafiadores.
– Encontrar caminhos para alcançar objetivos.
– E ter senso de iniciativa para perseguir objetivos.

 

5 maneiras para você colocar em prática

Se manter a esperança a longo prazo é tão bom para nós, como a aumentamos? Separei cinco formas de fazer isso:

 

1. Deixe os discursos motivadores fazerem parte do seu dia a dia

Assista, leia ou ouça ideias motivadoras. Procure conteúdos de qualidade no YouTube, em podcasts e em livros reconhecidos sobre o tema.

 

2. Interaja com uma comunidade que você se identifique

Seja ela religiosa, espiritual ou de qualquer outro tipo que chame a sua atenção. Em meio a uma comunidade, as pessoas obtêm forças, encontram a paz e experimentam o senso de pertencimento.

 

3. Exerça o perdão

Segundo os cientistas, o perdão gera a esperança. Também reduz a depressão e a ansiedade. Isso funciona até mesmo com rancores de longa data. Perdoar alguém com sucesso fornece uma sensação de força de vontade e poder de mudar.

 

4. Projete seu futuro

Essa dica vale a pena dedicar um pouco de tempo a mais. Se você não acredita que a esperança faz algum sentido, o que é possível fazer? Você pode se esforçar para encontrar uma maneira pessoal de completar frases como: “ainda posso esperar por…” ou “ainda espero que…”.

Alguns exemplos são:

“Ainda posso esperar por amor.”

“Ainda espero os pequenos prazeres que sempre gostei.”

“Ainda espero defender meus princípios e fazer a diferença no mundo.”

“Ainda posso esperar que algo bonito seja criado.”

 

Tente pensar em frases como essas e completá-las de forma convincente. Esse simples ato fará muito bem. Quando você pensar que “perdeu a esperança”, tente criar uma afirmação positiva para sua própria satisfação.

 

A esperança importa e estar menos esperançoso é natural em certos momentos. Quando isso acontecer, você pode restaurá-la!

 

5. Escolha um “herói ou heroína da esperança”

Algumas pessoas mudaram o rumo da história do mundo com suas atitudes. O líder sul-africano Nelson Mandela, por exemplo, ficou preso durante 27 anos, mas perseverou em construir uma nova nação. Se você parar para pensar, com certeza virá um nome na sua mente. Inspire-se nesses modelos.

 

Em síntese

Se eu fosse resumir tudo o que eu expliquei até aqui, diria: mesmo tentando, não podemos eliminar ameaças à esperança. Coisas ruins acontecem. Portanto, você pode alcançar a esperança em quatro passos:
– Aumente sua força de vontade.
– Reforce sua persistência.
– Encontre caminhos para objetivos e sonhos.
– E, por fim, procure exemplos ou “heróis” e “heroínas” de esperança.

 

Quem sabe, um dia, você também não seja um desses modelos, não é mesmo?
Lembre-se: a união da esperança com a ação é que gera a perseverança. Sendo assim, planeje-se, estabeleça objetivos, crie metas e siga em busca de seus sonhos!

 

Por Flora Victoria

Compartilhar:

Leia Também