Novembro Azul

sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Sabemos que as mulheres têm uma tendência maior de monitorar a saúde quando o assunto é prevenção. Se é por uma questão cultural ou puro tabu, nós não sabemos mas o fato é que, ainda hoje, alguns homens só costumam se atentar em casos extremos.

 

Felizmente esse comportamento vem mudando ao longo dos tempos, mas pode e deve melhorar. A mudança se deve principalmente a campanhas que incentivam o autocuidado, como o Novembro Azul.

 

A iniciativa tem o objetivo de alertar esse público quanto à prevenção do câncer de próstata através da massificação da informação, combatendo o preconceito e desmistificando antigos tabus que atrapalham a descoberta precoce da doença.

 

Números

 

A preocupação faz todo o sentido diante do alto número de casos registrados no Brasil. Segundo o Instituto Nacional do Câncer esse é o segundo tipo mais comum masculino, perdendo apenas para o de pele.

 

E as estimativas não são nada animadoras, estando previstos 68 mil novos diagnósticos e 13 mil mortes por ano, diz o INCA. É um câncer da terceira idade, já que cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos.

 

Alguns tumores podem crescer rapidamente atingindo outros órgãos e podendo levar à morte. Mas a maioria cresce lentamente (leva cerca de 15 anos para atingir 1 cm³), o que faz com que o monitoramento através de exames aumente a chance de descoberta precoce.

 

Detecção precoce

 

Conscientizar os homens da necessidade dos exames periódicos é um dos desafios da campanha, pois ainda há preconceito quando se fala sobre o exame de próstata, apesar de ser um dos mais importantes para esse rastreamento.

 

A investigação pode ser feita também através de exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos, de pessoas com sinais e sintomas sugestivos da doença ou exames periódicos nos grupos de risco.

 

Os exames são o de toque retal e o de sangue para avaliar a dosagem do PSA (antígeno prostático específico), recomendados a homens partir de 50 anos, ou 45 anos para aqueles com histórico familiar ou afrodescendentes.

 

Sintomas

 

Os sinais podem ser levados em consideração em caso de suspeita da doença. São eles:
– Dificuldade de urinar
– Diminuição do jato de urina
– Necessidade de urinar mais de uma vez durante o dia ou à noite
– Sangue na urina

 

Vale lembrar que na maior parte das vezes, esses sintomas não são causados pelo cancêr, mas é muito importante estar atendo e manter os exames em dia.

 

Conscientização

 

Informação e prevenção são grandes aliadas da saúde, não só para o diagnóstico do câncer de próstata, mas para o bem estar geral. Por isso é importante estar vigilante e com os exames em dia.

 

A saúde é mais importante do que qualquer preconceito. Quebrar essas barreiras é um ato de amor por si pelas pessoas que amamos.

 

Por isso a campanha propaga o discurso do autocuidado e da autoestima, plantando a semente dela ser nosso bem mais valioso e merecer atenção especial.

 

Fonte: Conexa Saúde

Compartilhar:

Leia Também