Pedra da Lua: como usar e quais os significados

segunda-feira, 14 de junho de 2021

O nome da pedra se deu porque esse cristal parece com a lua em uma noite clara. Ela é branca e tem brilho interno especial azulado ou furta-cor.

 

A pedra da lua representa a energia feminina em equilíbrio. Todo mundo tem energia feminina e masculina e esse cristal ajuda quem precisa harmonizar esse lado. Pode ser usada em acessórios pessoais, como colares, e é ótima aliada na meditação.

 

Vale lembrar que esta e outras pedras você encontra facilmente na nossa loja online, a Vibe Mundial Store.

 

Pra que serve a pedra da lua?

 

Não importa como você se identifica, a pedra da lua vem para nos lembrar de trabalhar nossa energia feminina (que não tem a ver com o gênero feminino). Nosso lado feminino diz respeito a como lidamos com a paz, como lidamos com a receptividade e com a nutrição (alimentar e da alma).

 

Se você sente excesso ou falta de passividade, por exemplo, ou sente que a frieza anda em alta, pode ser que sua energia feminina esteja desiquilibrada.

 

Então, nestes casos, usar a pedra da lua da meditação e em sincronização com as fases da lua pode ser muito benéfico.

 

Verdadeira ou falsa?

 

Se a sua pedra é muito perfeita e homogênea, é provável que não seja de fato uma pedra da lua. Esse cristal, quando natural e verdadeiro, não é tão certinho. A pedra da lua, na verdade, é super rara e, por isso, na maioria das vezes tem preço um pouco salgado.

 

Para identificar a pedra natural, perceba as imperfeições como diferenças.

 

Meditação com a pedra da lua

 

Usar a pedra da lua em uma fase lunar específica pode ajudar você nas suas intenções. Use na meditação.

 

– Lua crescente: bom para quem busca se aprimorar e quer mudanças como resiliência, pró atividade, clareza, e autonutrição.

– Lua nova: momento ótimo para quem quer força para se mostrar, apresentar ao mundo o que sabe e suas mudanças.

– Lua cheia: ideal para quem deseja celebrar o prazer interno de uma jornada bem feita.

– Lua minguante: bom para rever seus processos, desapegar do que não funcionou e retirar lições valiosas.

 

Por Simone Kobayashi
Especialista em Pedras e Cristais

Compartilhar:

Leia Também