Perdão: como praticar?

quarta-feira, 15 de dezembro de 2021

O ano está acabando e é hora de deixar o passado no passado e concentrar suas energias para algo novo. O ato de perdoar pode ser benéfico para todos os envolvidos.

 

Perdão é o ato de perdoar, ou de esquecer e se libertar do ressentimento causado por uma situação ou pessoa. Geralmente é associado a coisas que infringem dano emocional e sentimental. O perdão é um ato de bondade a pessoas, independente do nível de seu merecimento.

 

Perdoar não exclui ninguém de sentir os impactos causados pela mágoa, mas é uma ferramenta que ajuda a desenvolver empatia e compaixão e pode até ser benéfica para a saúde.

 

Uma pesquisa realizada pela John Templeton Foundation indica que a falta de perdão é estressante e pode resultar no aumento da pressão arterial, batimentos cardíacos e níveis de cortisol.

 

Benefícios

 

A libertação do rancor e sentimentos de vingança contra quem o ressentiu pode ser um grande passo para uma vida mais saudável tanto mentalmente, como fisicamente.

 

Alguns benefícios do perdão são:
– Construção de relacionamentos mais saudáveis
– Melhora na saúde mental
– Menos ansiedade, estresse e hostilidade
– Melhora na saúde do coração
– Melhora na auto-estima

 

Como perdoar

 

Embora os benefícios, a prática do perdão não é tão simples. Se emancipar das emoções rancorosas causadas por outras pessoas pode ser difícil e existem vários passos a se tomar para que isso possa acontecer.

 

A Greater Good Magazine da Universidade de Berkeley publicou um artigo com as oito chaves do perdão. Elas envolvem entender o significado de perdoar alguém, fazer o comprometimento de se tornar uma pessoa bondosa, reconhecer a dor causada pela situação inicial, desenvolver o ato do perdão pela empatia, achar um motivo para o sofrimento, pedir ajuda (religiosa ou emocional, como a terapia), se perdoar e criar o hábito de ter um coração que perdoa.

 

É importante lembrar, contudo, que o perdão não significa tolerar situações ou pessoas abusivas. Se algo ou alguém te faz mal, a criação de limites e distância é essencial. Em casos de violência, calúnia e difamação não hesite em denunciar e procurar respaldo na Lei. Existem delegacias especializadas e defensores públicos completamente gratuitos. Para denunciar violência contra mulher, por exemplo, disque 180. A denúncia contra violência pode e deve ser feita por qualquer pessoa, não só pela vítima.

 

Seguir em frente

 

Perdoar não é esquecer. É possível e cabível perdoar sem esquecer as desavenças, deixando-as em segundo plano. É importante não se prender ao passado. O perdão é seguir em frente depois de momentos tortuosos e turbulentos com ensinamentos e novos limites.

 

Fonte: ecycle

 

 

Acesse a loja da Vibe, só aqui você encontra os melhores produtos místicos e esotéricos.

Compartilhar:

Leia Também